4 dicas de planejamento para quem quer fazer um consórcio


Todo mundo sabe que as vantagens de fazer um consórcio são muitas e que esse sistema oferece diversas maneiras de contemplação. Mas para participar de um, é necessário organização e planejamento, já que se trata de um investimento de médio a longo prazo.

A pessoa deve ter em mente, ao iniciar o investimento, que é um compromisso que envolve precauções, já que o consorciado terá o valor mensal para pagar até o fim de seu consórcio.

Pensando em ajudar e deixar mais tranquilos aqueles que desejam fazer um consórcio, listamos algumas dicas importantes de planejamento para que nenhum contratempo afete os interessados em adquirir bens através desse sistema. Confira!

Saiba quanto você pode investir

Esse é um item essencial para ser levado em consideração na hora de cogitar fazer um consórcio. Afinal, ninguém quer que as contas sejam prejudicadas por falta de planejamento. Por isso, é muito importante que a pessoa conheça seu planejamento e sua renda mensal.

O ideal é que o indivíduo tenha noção de qual valor da parcela do consórcio ele pode assumir sem ter suas demais contas e despesas afetadas. Sabendo qual é esse limite, ele pode fazer um planejamento para os próximos meses considerando todos os gastos, desde as contas mensais até os gastos do dia a dia e lazer.

Feito isso, o consorciado tem certeza sobre a sua capacidade de pagamento e pode investir e pagar suas parcelas com segurança, tendo a garantia de que não haverá problemas que comprometam a renda da pessoa.

Considere imprevistos

Imprevistos acontecem. Por isso, é essencial se precaver e separar uma parte do dinheiro para lidar com eles sem que seja preciso prejudicar as parcelas do consórcio.

Os gastos extras precisam ser pensados e antecipados para que o indivíduo que deseja fazer o consórcio tenha uma margem para as despesas que não estavam previstas, como consertos de automóveis ou eletrodomésticos, emergências médicas, multas, entre outras.

Esse fundo, chamado de “reserva de segurança”, é a garantia de que, caso uma dificuldade inesperada apareça, o consorciado não irá ter nenhum problema financeiro que comprometa o andamento do consórcio e suas próprias contas.

Monte uma reserva financeira

Além do dinheiro poupado para eventuais imprevistos, é importante que a pessoa que pretende fazer um consórcio tenha uma reserva financeira. Assim, ela pode aplicar todo o saldo extra na poupança ou em outro sistema com alta liquidez.

Além de trazer tranquilidade para o consorciado, o dinheiro poupado pode ser usado futuramente para acelerar o processo de contemplação através de lances ou até mesmo para abater as parcelas do consórcio antecipadamente.

Corte gastos supérfluos

É preciso pensar no que é prioridade na hora de fazer o consórcio e, por isso, pode ser vantajoso, durante o período, realizar um corte de gastos com itens que não são de extrema necessidade naquele momento.

Não que o consorciado deva abrir mão de comprar coisas para si mesmo ou deixe de lado os momentos de lazer, mas é importante que isso seja feito de forma controlada e organizada para o bem de suas finanças.

Por isso, controlar certos gastos pode ser algo muito positivo na hora de fazer um planejamento antes e durante o consórcio.

Depois de todas essas informações, deixamos a principal dica: na hora de fazer seu consórcio, escolha a X Red!